Patti Smith faz apresentação emocionante em homenagem à Bob Dylan no prêmio Nobel

Comments (0) Música

Sem a presença de Bob Dylan durante a noite de cerimônia de gala do Nobel de Literatura, coube a Patti Smith emocionar a todos com a interpretação de “A Hard Rain’s A-Gonna Fall”, do disco The Freewheelin’ Bob Dylan (de 1962).

Acompanhada de uma orquestra, de um violão e de um pedal steel, Patti Smith precisou pausar brevemente para se recompor após ter se atrapalhado em uma determinada parte da letra (ver abaixo). Ela pediu desculpas ao público, que devolveu sua gentileza e honestidade a aplaudindo entusiasticamente.

Ainda na ocasião, a Academia sueca fez questão novamente de justificar o prêmio de Literatura dado a Bob Dylan uma vez que o artista “mudou a nossa ideia do que a poesia pode ser”.

Os planos de Patti Smith para a noite da cerimônia seria na realidade tocar uma música dela com a orquestra que a estava acompanhando. Isso até o momento que Bob Dylan ainda não reconhecia o prêmio. Quando ele reconheceu, Patti contou à revista Rolling Stone dos EUA que “pareceu apropriado colocar minha canção de lado e escolher uma dele”.

Ela ainda justificou sua escolha por “A Hard Rain’s A-Gonna Fall”. “Eu a escolhi porque é uma das músicas mais bonitas dele. Ela combina o domínio sobre a linguagem rimbaudiana dele com uma compreensão profunda das causas do sofrimento e resiliência humanos”, disse Patti Smith.

A cantora se atrapalhou na segunda estrofe da letra, quando Dylan descreve um pesadelo distópico que é tomado por um sofrimento surreal. Leia a letra abaixo:

Oh, what did you see, my blue-eyed son?
Oh, what did you see, my darling young one?
I saw a newborn baby with wild wolves all around it
I saw a highway of diamonds with nobody on it
I saw a black branch with blood that kept drippin’
I saw a room full of men with their hammers a-bleedin’
I saw a white ladder all covered with water
I saw ten thousand talkers whose tongues were all broken
I saw guns and sharp swords in the hands of young children
And it’s a hard, and it’s a hard, it’s a hard, it’s a hard
And it’s a hard rain’s a-gonna fall

Escrita no verão de ’62, Dylan disse ter se inspirado na estrutura de uma balada do século XVII onde uma pergunta é colocada e as respostas se acumulan embora nenhuma delas apresente algum conforto para o que está sendo questionado.

Assista abaixo a emocionante apresentação de Patti Smith:

[Crédito da Imagem: Reprodução]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *